Home CIDADES RIO BONITO A SAGA INFINDÁVEL DOS EDUCADORES RIO-BONITENSES

A SAGA INFINDÁVEL DOS EDUCADORES RIO-BONITENSES

4 min read
0
0
115

Os Educadores rio-bonitenses até mesmo pedágio pagaram, para terem a Regência…

O atual presidente da IPREVIRB, Sr. José Antônio Cardoso, compareceu hoje, 21/09, ao Ministério público, junto da Procuradora Renata Mendes, levando os problemas de adequação dos salários de acordo com a decisão de 17/08 do Judiciário, que finalmente, a partir de uma ação que se estende desde 2015, determinou que o pagamento dos professores doravante, terá que ser de acordo com o Piso Salarial Nacional.

Sabe-se que não é tão simples assim, e podemos citar as situações complicadoras abaixo:

1) Os inativos deixaram de receber o complemento relativo à regência;

2) Inativos que em 2013 pagaram o “pedágio” e estão sem este complemento salarial;

3) A Lei 2069/2015 da PMRB que está impedindo a fluidez dos trãmites.

Quanto aos profissionais da Educação inativos que não estão recebendo a regência, acredita-se que em breve isto possa estar solucionado, a partir da sentença do Judiciário, e determinação do TCE, em relação ao cumprimento do Piso Nacional, assim como quanto à conclusão do Plano de Cargos e Salários, a ser examinado pela Câmara Legislativa até dezembro próximo. A regência tem de ser incorporada ao salário dos inativos que quando na ativa, tiveram seus salários com desconto do IPREVIRB de 11%.

Quanto à Lei Municipal 2069/2015, por um lado, é uma das preocupações do Sr. José Antônio Cardoso, que aguarda uma ação da atual administração da PMRB para a anulá-la e assim dar prosseguimento à regularização dos pagamentos. Por outro lado, pelo que se sabe o parecer da Promotoria é que se cumpra logo a decisão do Judiciário, tendo esta prioridade sobre aquela.

Resta a questão daqueles que pagaram o tal “pedágio” em 2013, valores bastante altos, na intenção de obterem o direito de adicional à aposentadoria, referente à regência. Este procedimento não era legal, e hoje estas pessoas não estão recebendo o adicional. Devem então tentar buscar respaldo da Justiça para sanar esta irregularidade, porém, o que fizeram também foi irregular, sendo alertados quanto à ilegalidade do ato, mas mesmo assim, prosseguiram. Parece que este vai ser um nó um pouco mais difícil de ser desatado nesta saga.

Alex Hudson

Portal Rio Bonito

Load More Related Articles
Load More By Administrador
Load More In RIO BONITO
Comentários estão fechados.

Verifique Também

MENSAGEM SOBRE MULTA QUEM NÃO FIZER BIOMETRIA É FALSA

Circula na internet e em grupos de conversas uma mensagem atribuindo à Justiça Eleitoral a…